Como funciona: Válvulas

abr 12, 2016 em Informações Técnicas

As válvulas do motor são feitas de uma liga de aço carbono. De forma circular em sua base com uma haste perpendicular no centro, elas realizam um papel muito importante para o funcionamento de um automóvel, já que são as principais responsáveis pela entrada e saída de ar do motor.

No motor de combustão interna, são necessárias duas válvulas para que o motor funcione direito: a válvula de admissão e a válvula de escape. Elas são abertas apenas uma vez durante todo o ciclo de combustão e estão sujeitas a uma pressão extrema e movem-se a grandes velocidades.

As válvulas estão localizadas no cabeçote de modo que quando fechadas bloqueiam qualquer passagem, pois se assentam na sede de válvulas usinadas na câmara de combustão, suspendendo o fluxo nos dutos de admissão ou escape do cabeçote.

Válvula de Admissão

A válvula de admissão do motor tem a função de puxar a maior quantidade de ar possível para dentro do motor. Quando esta válvula é aberta, acontece uma mistura do ar com o combustível, fazendo o motor de combustão interna funcionar. Preste atenção nos filtros de ar e do combustível, pois eles devem estar em boas condições de utilização, se não o motor terá um maior esforço e consumo de combustível. Esta mistura é comprimida por um pistão que está localizado no cilindro do motor e no topo desse pistão é inflamada uma faísca que é resultante da vela de ignição, que faz o motor começar a trabalhar.

Válvula de Escape

Depois da combustão, os gases que foram acumulados no cilindro do motor devem ser expelidos e esta é a função da válvula de escape do motor. Esses gases acumulados precisam ser retirados antes que a válvula de admissão seja aberta novamente. Desta maneira, quando a válvula de admissão se fecha, a válvula de escape é aberta instantaneamente, permitindo que os gases sejam removidos e que o cilindro fique vazio.